Minha Barrinha

Barrinha do Maridox

domingo, 20 de setembro de 2009

Que decepção!!!!! Só este final de semana!!!!

















Definitivamente esse final estrapolei... LITERALMENTE.


Na sexta fui a noite no cinema... lanche... cheddar (Mc)... ja viu né... não deixei de comer nem as batatas.
Santo Benedito... sei que a culpada sou eu... alías, estou me enganando... mas não consegui me controlar... Amanhã... frutas, muita água, legumes, e só!!!!!
Tô com peso na conciência!!!
Mais com certeza vai mudar... há se vai.... to chateada comigo....
Amanhã será novo dia... e tudo voltará no meu normal... vou diminuir as quantidades... essa é minha meta e não abro mão!!!
Pintei o cabelo... não ficou lá uma belezura, vou retocar... mudou, agora preciso mudar todo o resto....

Leiam essa matéria!!!

Super Size Me é um documentário lançado faz alguns anos que tenta conscientizar as pessoas sobre os males da má alimentação. Especialmente os americanos, que vivem num país com a maior quantidade de obesos no mundo. Você não precisa ficar muito tempo nos EUA pra notar que é um país que incentiva a comilança. O principal problema do país é que as porções individuais são sempre grotescamente grandes. Pra se ter uma idéia, (e o documentário mostra isso) o refri pequeno deles é o nosso médio.
Pra não ser apenas mais um documentário qualquer, Spurlock (o realizador, nitidamente inspirado em Michael Moore) submete-se a uma experiência inusitada: alimentar-se apenas de Mc Donald’s durante um mês inteiro, e ver quais são os danos após o experimento. A idéia, e mais as boas sacadas de Spurlock gera um filme que consegue ser muito legal, interessante e conscientizador ao mesmo tempo. Mas óbvio que esse experimento só serve pelo fator bizarro, já que é óbvio que se você comer sempre a mesma coisa todos os dias vai passar mal.
Como assim ? O mais importante em se tratando de alimentação é ter uma alimentação variada e balanceada. Ou seja, se eu ir todos os dias na Pizza Hut, óbvio que vai passar mal.
O interessante, é que o filme acusa o Mc Donald’s (e por tabela outras empresas) de seduzir as crianças a comerem mal. Notem que em quase todos os Mc Donald’s você encontra aqueles parquinhos para crianças se divertirem. Além disso, tem a possibilidade de fazer aniversário lá e ter agradáveis momentos. Também tem o famigerado Mc Lanche Feliz que com sua surpresa induz as crianças a quererem consumir fast food por causa do brinquedinho. E por fim, o símbolo máximo da companhia é um personagem com apelo infantil: o palhaço Ronald.

É uma bobagem pessoas processarem a empresa, mas ao mesmo tempo acho uma sacanagem essa propaganda em massa tentando conquistar crianças. Crianças (de fato nem adultos, mas principalmente crianças) não têm maturidade suficiente para saber que certo tipo de alimentação vai ou não causar grandes malefícios no futuro se consumida em grandes quantidades. Parece que justamente por isso, essas empresas se aproveitam e tentam conquistar justamente as crianças, de forma que quando cresçam, terão tão boas lembranças do Mc Donald’s que mesmo que saibam que aquilo faz muito mal em excesso, já estarão “viciadas” e “fidelizadas”, por assim dizer.

Não acho que esse tipo de alimentação deva ser proibido de ser vendido para crianças até porque isso seria uma babaquice, mas acho que talvez devesse haver algum tipo de restrição quanto a comerciais que incentivem especificamente crianças a comer mal, de forma similar (mas não tão incisiva) a como é feito com bebidas e tabaco.


Matéria tirada do Blog Bitpop

Um beijo e um queijo!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oiee meninas... fico muito feliz com seu recadinho!!! Briagaduuuu